E-Commerce| Quais as melhores áreas para empreender?

Sem comentário
Matéria pela PEGN.
Cada vez mais vaidosos, os homens estão impulsionando as vendas online de roupas. Segundo um estudo feito pela consultoria IBISWorld, o comércio eletrônico de Roupas masculinas foi o que mais cresceu nos últimos cinco anos nos Estados Unidos.O estudo analisou o crescimento de vários segmentos entre 2010 e 2015 e os e-commerces de roupas masculinas apresentaram avanço de 17,4%, ficando na frente de setores mais consolidados como Eletrônicos e Bebidas. Confira a relação completa do crescimento entre 2010 e 2015:

20150810

Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 17,4%
• Comidas: 16,7%
• Sapatos: 13,6%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 13,4%
• Computadores e tablets: 11,4%
• Cosméticos: 10,9%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 10,8%
• Arte: 10,6%
• Joias: 8,9%
• Peças automotivas: 8,1%
• Produtos para pets: 7,1%
• Flores: 3%
• Cartões e presentes: 1,8%
• Óculos e lentes de contatos: 1,3%
• Câmeras: 0,9%

Em seguida, aparecem sites de Comidas, com aumento esperado de 12,2%, Sapatos (8,3%), Produtos de Saúde e Suplementos (7,2%) e Computadores e Tablets (7,1%). Confira a relação completa da expectativa de crescimento entre 2015 e 2020:

201508100

Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 14,2%
• Comidas: 12,2%
• Sapatos: 8,3%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 7,2%
• Computadores e tablets: 7,1%
• Cosméticos: 6,7%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 6,6%
• Arte: 6,2%
• Joias: 6%
• Peças automotivas: 5,9%
• Produtos para pets: 5,1%
• Flores: 3,7%
• Cartões e presentes: 2,4%
• Óculos e lentes de contatos: 1,8%
• Câmeras: 1,6%

Segundo o instituto de pesquisa, o mercado de vendas online cresceu uma taxa de 8,9% ao ano nos últimos cincos, chegando a faturar quase US$ 315 bilhões. O estudo demonstrou também que as vendas pela internet cresceram em ritmo bem mais acelerado do que em lojas físicas. Texto publicado no site da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

E-commerce brasileiro

Apesar das particularidades, o e-commerce brasileiro normalmente acompanha as tendências do mercado norte-americano, um mercado mais amadurecido. Porém, vale o destaque para o fato de que a categoria de Roupas Masculinas não é a líder do nosso mercado.

201508101

Dados divulgados no último relatório E-bit Webshoppers.

A Categoria de Moda & Acessórios realmente lidera em pedidos no mercado brasileiro, porém segundo a E-bit, “Roupas Masculinas” não é a principal dentro desta categoria. Em volume de pedidos no Brasil, os homens representam 51%, porém dentro da Categoria Moda & Acessórios, são 62% de mulheres.

Se você deseja abrir seu e-commerce, nós da Projecttus podemos te ajudar!
Confira nossos planos e entre em contato! 😉

Fonte: Profissional de E-commerce

Solicite um Orçamento

Oferecemos serviços profissionais de SEO que ajudam os sites a aumentar sua pontuação de pesquisa orgânica drasticamente para competir pelos rankings mais altos mesmo quando se trata de palavras-chave altamente competitivas.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts
Sem comentário
 

Deixar seu comentário