fbpx
mídia-online-x-midia-offline

Mídias online X mídias offline

Hoje queremos refletir um pouco sobre a diferença das mídias online x mídias offline e responder a grande pergunta de todos: a mídia off vai morrer?

Há algum tempo, as mídias online tem desafiado as mídias offline. Essa briga não é de hoje. 

Com o advento e popularização da internet, começou uma grande discussão sobre o fim das coisas. Criou-se uma ideia de que tudo que era novo, mataria o que existia antes. Isso acontece com os celulares até hoje. Aconteceu com os cds e dvds e com diversas outras coisas. Mas não é uma regra.

Quando a tv surgiu, todos decretaram a morte do rádio. O surgimento dos e-commerces também decretou o fim das lojas físicas. Mas nenhuma dessas coisas aconteceu, simplesmente porque tem estratégias que potencializam e completam a existência de outras estratégias.

É o caso das mídias online x mídias offline. Com o ads e as campanhas digitais, muita gente decretou o fim da mídia offline (e da out-of-home). Mas é preciso entender melhor sobre cada uma para darmos um veredito.

Mídias offline x mídias online

As mídias offline são utilizadas para realizar ações de marketing fora da internet, basicamente. Elas abrangem desde o outdoor que você vê no seu trajeto todos os dias, os anúncios nos jornais e revistas, nos panfletos, e também nos comerciais de tv e rádio (que são meios digitais, mas ainda assim offline).

Já as mídias online, por sua vez, estão no ambiente virtual de diversas formas. Desde anúncios no Instagram, propagandas que aparecem antes de você ver seu vídeo no Youtube, e também as ações de influenciadores, por exemplo. A gama é bem vasta, mas há um grande diferencial entre essas duas mídias que foi o que levou as pessoas acreditarem que o online poderia acabar com o offline: as métricas.

Importância das métricas

Vamos imaginar que você decida investir em uma mídia online e em uma offline ao mesmo tempo para ver o resultado. O famoso teste AB.

Para a estratégia offline, você investe milhares de reais em um outdoor que está posicionado em uma avenida muito grande de sua cidade. É certo que milhares de pessoas verão sua propaganda naquela mídia off todos os dias. Já na estratégia de mídia online, você cria uma campanha de anúncios patrocinados nas redes sociais.

A campanha é um sucesso e você mal consegue atender a alta demanda.

Depois de passar o frizon, você resolve avaliar os erros e acertos para metrificar o resultado e poder aplicar de novo.

O seu outdoor não vai gerar nenhum número para você, mas a campanha patrocinada te gera um número de  visualizações, te mostra quem é o público que viu, a idade, a localização, quem clicou, o quanto converteu. Tudo. 

Você vê que o outdoor também funcionou, porque o sucesso é resultado disso, mas ele não te gera nenhum dado que possa te ajudar a melhorar a campanha e também criar um relacionamento e uma conversa direcionada com seu público – dentre tantas diversas coisas que os dados gerados te possibilitam fazer.

Leia também:
BBB 20 e as estratégias de marketing e branding pessoal
Marketing digital para e-commerce: entenda a diferença dessa estratégia

Alguma dessas estratégias é a melhor?

Essa pergunta é muito difícil de responder e, nós tínhamos uma resposta muito clara em nossas mentes, mas mudamos totalmente quando nos deparamos com essa campanha:

A campanha “Com uma ajudinha do Google” está circulando por todos os mobiliários urbanos e diversas mídias ooh de todo o Brasil desde final do ano passado. Como se não fosse o bastante, meses antes quem tomava conta das ruas era a campanha sobre o grupos do Facebook – quem fez tanto sucesso quanto.

Duas mídias totalmente online, marcando presença no offline. 

Essas campanhas finalmente mostraram que apesar de uma estratégia ser mais eficiente e gerar dados que, com certeza, podem ser utilizados depois, a mídia online não vai matar a mídia offline. Elas se complementam e levam a informação durante mais tempo ainda. Quando a pessoa não está conectada, a mídia offline continua levando propaganda.

O offline vai morrer?

Com certeza, não! Mas ele tem mudado e precisa mudar o quanto antes! 

Ao longo do tempo, vimos muitos serviços tradicionais se inovando. A Tesla, por exemplo, incluiu um sistema nos seus carros, que caso o motorista detecte um possível problema de funcionamento, você aperta um botão que acessa a central de atendimento e o carro faz um upload de vários dados do seu carro. Esses dados são analisando e comparados com todos os carros do mesmo modelo, para analisar se aquilo é realmente anormal. Carros, inventados no século 18, se reiventando a partir de dados! Um outro exemplo é da Spalding, a maior fabricante de bolas nos Estados Unidos, que foi a primeira a lançar uma bola de basquete que informa, em tempo real, a aceleração, o spin, a distância e altura atingidas pela bola. Um objeto tão simples, atualizado e modernizado.

São exatamente esse tipo de atualizações que as mídias offline necessitam. Invés de ficarem avessas às estratégias online, aproveitar o máximo de dados, tecnologia e ideias para aplicar em seu funcionamento e proverem resultados ainda melhores.

foot-projecttus

Últimos posts publicados

View all projects
Transforme o seu negócio em um e-commerce em 6 passos

Transforme o seu negócio em um e-commerce em 6 passos

Os hábitos do consumidor mudam constantemente por inúmeros fatores. Na pandemia, esse movimento é acelerado, fazendo…
Leia mais
Descubra como o Marketing Mix Modeling pode transformar suas métricas e maximizar os resultados do seu e-commerce

Descubra como o Marketing Mix Modeling pode transformar suas métricas e maximizar os resultados do seu e-commerce

A pandemia do novo coronavírus transformou as relações de consumo e o comportamento do consumidor em…
Leia mais
Quatro dicas que vão dobrar a taxa de conversão do seu e-commerce

Quatro dicas que vão dobrar a taxa de conversão do seu e-commerce

Um estudo de caso realizado pela Zendesk mostrou, no seu último relatório de benchmark, que a…
Leia mais

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, com dicas e artigos do mundo dos negócios on-line.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts