fbpx
Marketing digital para e-commerce: entenda a diferença dessa estratégia

Marketing digital para e-commerce: entenda a diferença dessa estratégia

Tempo médio de leitura: 5 minutos.

Você está mobiliando sua casa nova e, um dia, dirigindo de volta para casa, avista um outdoor com uma promoção de móveis planejados. Na correria, grava mentalmente o nome da loja e, quando chega em casa, procura o nome no Instagram. Nada.

Resolve dar um Google a procura da loja. Loja de sorvete, loja de roupas… Na segunda página – finalmente – encontra  a dita cuja.

O site não exibe a mesma promoção do outdoor e não há canais de atendimento.

Você, sem nem pensar muito, rapidamente desiste e busca outra loja.

Marketing digital para e-commerce: entenda a diferença dessa estratégia

Possuir uma presença física hoje é imprescindível, principalmente, para quem possui um e-commerce. As pessoas já funcionam, pensam omnichannel e até mesmo cobram das marcas por presença e posicionamento online.

Segundo um dado do relatório da Hootsuite com a We Are Social, 89% dos usuários digitais realizam uma pesquisa online por um produto ou serviço que desejam comprar.

Esses usuários digitais passam 9h30 por dia online, sendo 3h34 em redes sociais. Ou seja, de um dia de 24 horas, você possui mais de 1/3 do dia com uma oportunidade incrível para impactar seu cliente no meio online, de alguma forma.

Mas como fazer isso?

É aí que surge o marketing digital para e-commerce: uma estratégia que vai mudar totalmente sua forma de vender online.

O que é marketing digital

O marketing digital foca em estratégias nos canais digitais, utilizando blogs, sites, mídias sociais, e-mail, SEO e diversas estratégias que focam solucionar dores e encontrar potenciais clientes, sempre almejando a venda ou conversão.

Porém, marketing depende muito de pessoas. Philip Kotler, considerado pai do marketing – define essa área como um “processo social”, entendendo que mais do que estratégias, esse é um processo que depende de vários fatores.

No marketing digital, o fator determinante para a existência desse processo específico no meio digital é a internet. Pois, a partir dela é que iniciou-se não só as vendas e promoções online, mas o que hoje é chamado de jornada do consumidor digital.

Primeiramente, o marketing tinha como pilar os 4 P’s: produto, preço, praça e promoção. Mas, com o transformar dos processos, mais um P foi inserido, o de pessoas. E, depois, principalmente pela influência da internet, mais três p’s foram adicionados: processos, posicionamento e performance. 

Esses últimos pilares foram necessários e também possíveis porque a tecnologia da internet permite uma maior mensuração de dados e permite a construção de um relacionamento mais próximo com os clientes. 

Marketing digital para e-commerce

O marketing digital para e-commerce surge nesse contexto como mais uma ramificação do marketing tradicional. Porém, é focado especificamente em gerar conversão para uma loja virtual. O seu grande diferencial é que ele utiliza diversos processos e canais, gerando dados que, em tempo real, determinam nas próximas ações. 

É diferente, por exemplo, de um outdoor que fica por um mês em uma avenida, na qual há muitas pessoas passando, mas não existem números, contabilização, muito menos dados sobre quem são esses prospects. Sendo também diferente do marketing digital focado somente em branding. 

No marketing digital para e-commerce, seu cliente interage com sua marca e as automatizações já lêem o interesse dele, ofertando produtos para ele na mesma hora e de diversas formas.

Vender em loja online é igual vender em loja física?

Esse é um pensamento que muitos lojistas possuem. 

A grande maioria dos comércios expandiram para o comércio eletrônico muito depois da criação da loja física. Portanto, os processos, a logística, o marketing, a venda e pós-venda, o atendimento e  tantos outros processos já estavam definidos e habituados com o ambiente físico offline. 

Ao migrar para o comércio eletrônico, muitos lojistas acreditam que as estratégias serão as mesmas, mas não é bem assim!

No mundo virtual, ainda que online e offline precisem trabalhar juntos, os processos são muito diferentes. Os concorrentes são outros, o público é outro e por aí vai…

Já aconteceu de um cliente nosso, ao criar seu e-commerce, nos apresentar uma lista de seus concorrentes. Mas, quando fomos levantar os dados dos concorrentes do meio online, os nomes eram outros. 

Sabe por que isso acontece? 

Porque as estratégias utilizadas no online não funcionam da mesma forma que as estratégias offline.

Possuir uma estratégia que abrange sua loja física e virtual vai muito além de fazer um banner igual para seu site e para sua loja. É preciso considerar o cenário presente, os fatores que interferem e influenciam, além de usar dados reais e sólidos para determinar as ações.

Trabalhar dessa forma estratégica e focar no marketing digital para e-commerce, possui diversos benefícios.

Benefícios de possuir uma estratégia de marketing digital para e-commerce

1. Mensurar resultados

Toda ação realizada no meio online gera infinitos dados e resultados que podem ser analisados. Uma campanha patrocinada, um simples post em uma rede social… Desde o momento que você publica um banner até a compra ser efetivada no carrinho, tudo é mensurado através de dados que podem ser usados para nortear suas futuras ações.

2. Criar autoridade

Quando você pensa em lâmina de barbear, por quê que logo o nome “Gilete” vem a sua cabeça? Porque eles trabalharam seu branding e se tornaram autoridade no ramo deles. Esse é um trabalho extenso, mas através do marketing digital é possível trabalhar várias estratégias que vão te tornar referência.

3. Se relacionar e engajar com o público

Construir um relacionamento com seu público online é importantíssimo para sua estratégia de marketing. E esse é um benefício que só existe no meio online. Mandar um direct no instagram ou um e-mail com os produtos que seu cliente visualizou é uma forma muito especial e única de se aproximar dele e criar esse relacionamento. 

Quem faz um trabalho excelente de conexão com seu público é a Netflix. A rede de streaming é super presente nas redes sociais e faz questão de responder cada comentário de forma personalizada, além de criar conteúdos com base no que o público pede:

View this post on Instagram

Hoje eu acordei boa pra dar indireta na timeline.

A post shared by Netflix Brasil (@netflixbrasil) on

4. Direcionar a jornada de compra

Diferente de uma loja física no qual o cliente entra, olha os produtos e vai embora sem comprar nada e sem você poder interferir, no meio online é possível entender a jornada do seu cliente e criar um caminho direcionado que faça ele gerar mais conversões.

Você consegue ver, por exemplo, que seu cliente sempre coloca produtos no carrinho mas não finaliza a compra porque é solicitado muitos dados ou porque o frete é muito caro para sua região. Com isso, é possível criar promoções direcionadas a dor de seu cliente, fazendo com que a taxa de conversão aumente  ainda mais.

5. Segmentar seu público

Se uma pessoa entra e sai da sua loja, comprando ou não, é muito difícil você ter dados dela como nome, idade e interesses. Exceto quando existe um sistema de cadastros realizados nas lojas ou programas de fidelidade. Mas, em geral, isso é possível somente no meio digital. Através dos dados gerados sobre o perfil dos usuários, é possível segmentar seus clientes por gênero, idade, interesses e criar ou enviar promoções personalizadas.

6. Remarketing

Imagine sair correndo atrás de um cliente que entrou em sua loja e não comprou nada? Essa é a função do remarketing. Mas só existe no meio digital onde, através de ads, pop ups e e-mails pode conversar novamente com um lead.

Gostou de saber mais sobre esse estratégia? Caso tenha alguma dúvida,você também pode entrar em contato conosco.

Se quiser criar agora mesmo um estratégia de marketing digital para e-commerce com especialistas na área, nos procure agora mesmo! Juntos podemos alavancar seu negócio e vender muito mais com seu e-commerce.

foot-projecttus

Últimos posts publicados

View all projects
O impacto do coronavírus no e-commerce

O impacto do coronavírus no e-commerce

O novo coronavírus pegou todos nós de surpresa e muitos e-commerces estão em dúvida sobre como…
Leia mais
brunetto-odontologia-case-projecttus

Brunetto: está no ar o novo site

Mais um projeto concluído para compartilhar com vocês! O site da Brunetto - Odontologia e Ortodontia,…
Leia mais
Parceria entre Olist + Agência Curitiba, vai inserir artesãos no e-commerce

Parceria entre Olist + Agência Curitiba, vai inserir artesãos no e-commerce

O e-commerce tem revolucionado as vendas das marcas durante esse tempo de pandemia! As inovações dos…
Leia mais

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, com dicas e artigos do mundo dos negócios on-line.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts