fbpx

E-commerce | Conceitos para abrir uma loja virtual

Não é preciso ser especialista para entrar no comércio eletrônico, mas é importante saber alguns termos específicos desse mercado.
O comércio eletrônico não é mais uma novidade para a maioria dos brasileiros, porém, esse mercado está longe de estar saturado. Há bastante espaço para quem quer empreender no setor.

Há diversas companhias especializadas na criação de lojas virtuais a preços atrativos para empresários iniciantes. No entanto, é importante que um leigo conheça alguns termos específicos e suas funções.

Confira alguns dos conceitos essenciais para os interessados no comércio eletrônico.

1. Plataforma e-commerce
Toda a “mágica” no comércio eletrônico começa com uma plataforma, que nada mais é do que um software responsável pela exibição e pelo gerenciamento da loja. Além de permitir que os consumidores naveguem e comprem, a plataforma ajuda a gerenciar estoques, clientes, preços e vendas. Existem várias ferramentas disponíveis no mercado. Por isso, para fazer uma escolha adequada é preciso analisar as opções oferecidas.

2. Gateways e facilitadores de pagamento
Estes são os canais que têm a função de realizar as transações financeiras da sua loja virtual. A diferença essencial entre as duas ferramentas é que o gateway liga um comércio eletrônico diretamente a uma instituição financeira, enquanto um facilitador coleta, processa e liquida as transações.

Cada um tem seus prós e contras: um facilitador, cujo player mais conhecido é o PayPal, é mais barato que um gateway. Por outro lado, a maioria dos facilitadores redireciona o comprador para outra página, onde deverá ser realizado um outro cadastro. Essa pequena burocracia faz com que muitos clientes desistam da compra.

Já quem contrata um gateway elimina o cadastro exigido pelo facilitador – a compra é fechada no ato. De acordo com Gabellini, lojas com maiores volumes de transação devem optar por essa alternativa mais robusta.

3. Chargeback
O chargeback (“cobrar de volta”) é o cancelamento de uma venda. A ocorrência acontece, por exemplo, quando o titular do cartão utilizado na compra diz não ter feito nenhuma transação. Quando um empreendedor contrata um gateway, a devolução do dinheiro é sua responsabilidade, enquanto os facilitadores de pagamento assumem o risco.

4. SSL e HTTPS
São certificados e protocolos que oferecem ao usuário uma garantia que os dados transferidos entre o computador e a loja estão criptografados e, consequentemente, seguros. Um site com https pode ser identificado pelo endereço com “https://” ou por um cadeado verde que fica à mostra na barra de endereço do navegador.

5. SEO
É o acrônimo de “search engine optimization”. Além das palavras-chave, os motores de busca destacam páginas que tenham qualidade e coerência. É aí que entra o SEO, um conjunto de técnicas cujo objetivo é colocar sua empresa no topo.

6. Servidor
Local onde ficará armazenada a sua loja virtual. Este é um ponto crucial, pois é importante confirmar que a sua plataforma está em uma estrutura robusta – resistente a falhas que podem tirar um site do ar e com condições de aguentar um eventual aumento de tráfego de sua loja.

Conhecendo esses 6 conceitos, você já pode começar com sua loja virtual, afinal, isso não é um bicho de sete cabeças.

E, nós da Projecttus, podemos te ajudar.
Entre em contato conosco, se informe sobre nossas plataformas e saiba qual delas é a mais adequada para seu negócio.

Fonte: Revista PEGN

Últimos posts publicados

View all projects

Como definir palavra-chave para cada campanha

Palavras-chave são palavras ou termos pesquisados na busca de um produto ou serviço na Internet. Escolher…
Leia mais

Redução de custos para controle financeiro

Um dos fatores que mais geram dúvidas entre os donos de lojas virtuais é como fazer…
Leia mais

E-commerce responsivo

Como você já deve ter percebido, o uso de smartphones e tablets aumentou rapidamente nos últimos…
Leia mais

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, com dicas e artigos do mundo dos negócios on-line.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts