fbpx

Cuidado com sua identidade visual

Este cuidado deve existir desde o princípio do empreendimento, para evitar transtornos futuros.
O registro da marca de um produto ou serviço no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) é indispensável, pois ela é a identidade do negócio. Sem uma marca capaz de expressar a personalidade da empresa e o universo do seu público consumidor, o empreendimento corre o risco de passar despercebido. E isso não vale apenas para lojas e empreendimentos físicos. A identificação do consumidor com a marca também acontece na internet.

Muitas vezes, ao iniciar um negócio virtual, o empreendedor preocupa-se apenas com o CNPJ e/ou o registro do domínio (endereço) na internet. No entanto, o registro da marca precisa ser incorporado a esse pacote inicial de preocupações e cuidados. Até porque, de acordo com a Lei de Marcas e Patentes (LPI 9.279/96), a exclusividade de uso da marca é de quem primeiro fizer o pedido de registro.

Segundo a lei brasileira, marca é todo sinal distintivo, visualmente perceptível, que identifica e distingue produtos e serviços, bem como certifica a conformidade dos mesmos com determinadas normas ou especificações técnicas. A marca registrada garante ao seu proprietário o direito de uso exclusivo no território nacional em seu ramo de atividade econômica.

Para o advogado especializado em direito digital e e-commerce Mário Cots, essa atenção inicial pode evitar transtornos consideráveis no futuro da empresa. “Em caso de questionamento por outra empresa com a mesma marca, o empresário corre o risco de ter que buscar um novo nome e recomeçar o processo de consolidação da sua marca junto ao público. Isso consome tempo e dinheiro”.

Passo a passo

O registro é algo relativamente simples e não demanda assessoria jurídica, a não ser que o empresário opte pelo serviço, já que terá que acompanhar a tramitação do processo por pelo menos dois anos, que é o tempo médio de conclusão do registro. A taxa cobrada pelo INPI para iniciar a análise da solicitação varia entre R$ 140,00 e R$ 475,00.

Existem duas formas de encaminhar um pedido de registro de marca ao INPI:

1) Pela internet, por meio do sistema e-Marcas;
2) Por formulário em papel, disponível para impressão no campo Formulários no site do INPI, e entregue presencialmente na unidade do Instituto no estado ou encaminhado via Correios.

Para saber mais, acesse o site do INPI (www.inpi.gov.br). A página disponibiliza todas as informações necessárias sobre o registro, além de uma série de documentos e orientações que explicam direitinho como garantir a propriedade da sua marca e a identidade do seu negócio.

Fonte: Sebrae

Últimos posts publicados

View all projects

Como definir palavra-chave para cada campanha

Palavras-chave são palavras ou termos pesquisados na busca de um produto ou serviço na Internet. Escolher…
Leia mais

Redução de custos para controle financeiro

Um dos fatores que mais geram dúvidas entre os donos de lojas virtuais é como fazer…
Leia mais

E-commerce responsivo

Como você já deve ter percebido, o uso de smartphones e tablets aumentou rapidamente nos últimos…
Leia mais

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, com dicas e artigos do mundo dos negócios on-line.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts