fbpx
O aumento de lojas virtuais na pandemia

O aumento de lojas virtuais na pandemia

A pandemia impactou de diferentes formas vários setores da economia. Com os decretos de lockdown para tentar conter a propagação do Coronavírus, muitos comércios acabaram fechando as portas. Mas, o que foi complicado para alguns setores, tornou-se uma nova oportunidade de negócio e impulsionou o crescimento das lojas virtuais.

Os comerciantes e empreendedores precisaram se reinventar. Essa necessidade de mudança, aliada a demanda por conta do isolamento social, iniciou a busca por uma alternativa que mantivesse as vendas e ajudasse as lojas a continuar funcionando. Essa alternativa foi o e-commerce.

O setor de e-commerce “explodiu” de 2021 pra cá. Desde o início das medidas de contenção do vírus, na segunda quinzena de março de 2020, o número de novas lojas virtuais no Brasil aumentou 400% ao mês, segundo a ABComm.

As medidas restritivas, a limitação do tráfego de pessoas e o fechamento do comércio físico, tornaram-se fatores decisivos para o crescimento do comércio virtual. O segundo trimestre de 2020 foi expressivo para o setor de compras online, tendo um crescimento de 48% no Brasil.

O setor bateu recordes jamais vistos, a ABComm estima que 20,2 milhões de consumidores realizaram pela primeira vez uma compra pela internet em 2020 e que 150 mil lojas passaram a vender também por meio das plataformas digitais. Foram mais de 301 milhões de compras pela internet

No cenário brasileiro, os e-commerce ligados à informática, livraria e papelaria e móveis e eletrodomésticos, foram os que mais cresceram, seguidos pelas lojas de beleza, saúde e moda.

As pessoas perderam o medo de comprar online e o consumidor está confiando cada vez mais nas lojas virtuais, o que tem consolidado o e-commerce como uma tendência que veio para ficar.

Esse novo hábito de consumo tem ganhado relevância no setor de varejo, e, em alguns casos, tornou-se vital para a sobrevivência dos estabelecimentos.

No início da pandemia, houve um aumento nos setores mais relevantes para o consumo imediato. Mas, com a continuidade das restrições de acesso ao comércio tradicional, esse avanço alcançou inclusive outras categorias como games e brinquedos, esporte e lazer, informática e mesa e banho.

A tendência é que esse crescimento no ramo de lojas virtuais aumente ano a ano, já que o comportamento do consumidor tem mudado, e os jovens estão consumindo cada vez mais pelo celular.

pandemia mudou drasticamente nosso comportamento em relação ao universo online, e algumas mudanças provavelmente vieram para ficar. Por isso, é certo que ainda há muito espaço para o crescimento do e-commerce e que as perspectivas seguem promissoras para o setor.

Visite nosso site e acompanhe nosso Facebook e Instagram para saber mais sobre e-commerce e as inovações do mundo digital.

Últimos posts publicados

View all projects

Como definir palavra-chave para cada campanha

Palavras-chave são palavras ou termos pesquisados na busca de um produto ou serviço na Internet. Escolher…
Leia mais

Redução de custos para controle financeiro

Um dos fatores que mais geram dúvidas entre os donos de lojas virtuais é como fazer…
Leia mais

E-commerce responsivo

Como você já deve ter percebido, o uso de smartphones e tablets aumentou rapidamente nos últimos…
Leia mais

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, com dicas e artigos do mundo dos negócios on-line.

Mais do nosso blog

Ver todos os posts