O e-commerce e a crise econômica

0

A crise da economia nacional da qual estamos enfrentando já não é novidade para ninguém. E como, empresarialmente, o mar não está para peixe, a adaptação do comércio é critério fundamental para a sobrevivência de muitas corporações.

Segundo reportagem transmitida pelo programa“Bom Dia Brasil”, da TV Globo, muitas lojas físicas estão migrando para a internet buscando fugir da crise e aumentar as vendas. O motivo é bem simples: enquanto o comércio geral teve resultados ruins, o e-commerce cresceu 11% em faturamento entre janeiro e abril deste ano.

Diante deste novo cenário, o número de lojas virtuais entrantes no mercado cresceu 42% neste primeiro semestre, um total de 55 mil novos ambientes de compra. A partir dessas novidades, discussões em termos de concorrência são abertas: o que fazer para se diferenciar?

A facilidade de receber o produto sem sair de casa, já não chama tanta atenção assim. Agora, a forma como o cliente é atendido, a facilidade de encontrar o produto dentro da loja virtual, a simplicidade no processo de finalização e pagamento, e o tempo/forma como o produto é enviado são diferenciais buscados por consumidores mais exigentes. Além disso, a oportunidade de alcançar os consumidores através das versões da loja virtual para dispositivos mobile, também amplia as chances de negociação e sucesso.

Também, segundo o-Bit, o varejo online brasileiro deve faturar neste ano R$ 43 milhões. E claro, existem razões que explicam por que o setor consegue driblar a crise e trazer lucros para quem é da área.

Diferencial do e-commerce

O e-commerce está em ascensão em todo o mundo, mas aqui no Brasil o cenário é mais especial. Levamos em consideração, em primeiro lugar, que é cada vez maior o número de brasileiros com acesso à internet por meios de desktops ou de dispositivos móveis. Mas apenas isso não explica o sucesso do setor. O principal motivo para o crescimento do varejo online no país é a criatividade dos empreendedores brasileiros. Diferente do que acontece na maioria dos outros países, os empresários brasileiros não se contentam com o básico e conseguem encontrar soluções e estratégias que encantam o consumidor, o que reverte em vendas. Isso pode acontecer em diversas etapas da operação de e-commerce: em uma campanha de marketing, na forma de pagamento, no e-commerce de nicho, etc.

É interessante ressaltar que o varejo online, em tempos de crise, é bem mais competitivo do que o tradicional. Com o orçamento mais apertado, é natural que o consumidor pesquise muito mais antes de realizar uma compra. Por esse lado, o comércio eletrônico é muito mais vantajoso, por oferecer inúmeras possibilidades de comparação de preços (e de maneira muito mais ágil e prática). Além disso, o varejista consegue desenvolver campanhas especiais para atrair o público que entra em sua loja, pesquisa, mas não efetua a compra. Nessas ações, a loja virtual relaciona-se diretamente com o cliente, o conquista e é capaz de finalizar a venda.

Outra vantagem do e-commerce que sempre o coloca à frente do varejo tradicional é a capacidade de conhecer o que o público alvo deseja. Campanhas de monitoramento do público servem para fornecer informações do comportamento e do desejo do consumidor. Com esses dados em mãos, é possível oferecer para um público específico exatamente o que ele deseja no momento exato. Oferecer um modelo de compra personalizado de acordo com a necessidade do usuário aumenta as possibilidades de venda, afinal, a loja virtual joga com a real necessidade ou vontade do usuário.

É importante lembrar que não basta apenas está no e-commerce para lucrar. É preciso estar atento ao mercado, conhecer suas especificidades, oportunidades e desafios e ter a capacidade de se remodelar, de replanejar estratégias. Ganha quem mantiver sempre esta mentalidade e souber aproveitar o que o setor oferece.

Fonte: E-commerce News e Administradores

  • Share this post
Previous Post Next Post

Leave a Reply

Your email address will not be published.  Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.