Inbound Marketing | Afinal, o que é? Para que serve? – Pt. 1

O conceito de Inbound Marketing é muito amplo e bem característico. Porém, podemos afimar que é uma forma de marketing que atende as necessidades e desejos do cliente. De forma geral, o Inbound Marketing é a ideia de criação e compartilhamento de conteúdo voltado para um público-alvo específico e assim, conquistar a permissão de comunicar com seu público de forma direta criando um relacionamento que pode ser duradouro.

Resumindo, o Inbound Marketing é qualquer forma de marketing que tem como objetivo ganhar o interesse das pessoas e é diferente da forma tradicional de marketing (Outbound Marketing), que oferece de forma direta produtos e serviços aos clientes. Há quem diga que o Inbound Marketing se divide em três pilares: SEO, Estratégia em Mídias Sociais e Marketing de Conteúdo, mas existem controvérsias sobre isso, pois não há limite para se fazer o Inbound, a não ser a criatividade de quem o faz.

Estatísticas

  • Custa 62% mais barato que o Outbound Marketing;
  • Com o Inbound Marketing, empresas que utilizam blogs conseguem 97 % mais links apontando sua plataforma;
  • O Inbound Marketing produz em média 275% de ROI (Retorno sobre Investimento);
  • Diante da economia atual, o Inbound Marketing é imprescindível nas empresas para 92% (em média) dos americanos.

 Entenda o processo

O processo de Inbound Marketing pode ser dividido em 5 etapas principais:

1º – Atrair tráfego;
2º – Converter visitantes em leads;
3º – Converter leads em vendas;
4º – Fidelizar os clientes e aumentar as margens;
5º – Encantar os clientes e transformá-los em promotores.

E tudo isso deve se encaixar em lugar, tempo e conteúdo. Ou seja, quando produzimos e entregamos o conteúdo certo, no momento e local corretos, as pessoas absorvem melhor as informações e ficam mais propensar a interagir. Com o Inbound Marketing, as marcas são encontradas mais facilmente na rede e os consumidores direcionados aos sites, através da geração de conteúdos que agreguem valor.

Pontos e Princípios a serem seguidos

  • Marketing de Conteúdo: produzir conteúdo de qualidade para as pessoas certas é fundamental. Procure fazer pesquisas e definir as personas, bem como também saber qual o tipo de conteúdo que ela absorverá melhor;
  • Ciclo de Compra: é essencial entender cada fase do processo para que visitantes se tornem clientes ativos. Nesta etapa entra o conhecido funil de conversão, um espécie de passo a passo até a venda.
  • Personalização: para o processo ser mais dinâmico, é preciso tem mais conhecimento sobre os leads. Estar atento as deixas de lançar conteúdo é um grande diferencial para quem deseja trabalhar com Inbound Marketing. Personalize sempre suas publicações e lançamentos.
  • Estratégia em Multicanais: obtenha informações sobre seu público: se ficam muito tempo no Facebook, ou fazem mais pesquisas no Google, se leem posts a seu respeito, etc., pois a comunicação com os leads pode fluir de diversos canais, por isso sempre importante estudar onde eles estão.
  • Interação: para fechar esse ciclo, a interação deve ser precisa. Para a estratégia ser eficiente, todo conteúdo deve ser medido e mensurado com cuidado.

Benefícios do Inbound Marketing

Independente da empresa ser B2B ou B2C, o Inbound Marketing é um grande aliado para a construção e consolidação da marca. A captura de mais leads qualificados para vendas se torna um objetivo tangível, e a incerteza de retorno, característica do Outbound Marketing, deixa de existir. Com o Inbound Marketing, as pessoas são levadas a amar sua empresa.

  • Share this post
Previous Post Next Post

Leave a Reply

Your email address will not be published.  Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.