Google altera algoritmo de busca

0

As páginas na internet que não foram otimizadas para o acesso via smartphones e/ou tablets, muito provavelmente cairão do topo de pesquisas feitas através de dispositivos móveis no Google.  A empresa passou a considerar se um site é amigável a dispositivos móveis como um dos critérios para ranqueá-lo entre os primeiros resultados da pesquisa. A novidade começou a valer a partir desta terça-feira (21).

Em fevereiro, o Google já havia informado que essa mudança afetaria as pesquisas móveis em todas as línguas ao redor do mundo e iria ter impactos significantes nos nossos resultados de busca. Isso é uma resposta da empresa à tendência cada vez maior da navegação na rede migrar do computador de mesa para dispositivos móveis.

O “impacto significativo” do qual o Google fala pode ser gigantesco, já que, atualmente, boa parte das buscas é feita em dispositivos móveis. Apesar dos cerca de dois meses dados para os desenvolvedores adaptarem seus sites a smartphones e tablets, há quem fale na hipótese de um mobilegeddon, que irá colocar em risco milhões de páginas, de grandes empresas inclusive.

Estes sites vão acabar por aparecer, muito provavelmente, só na segunda página ou nas seguintes de uma pesquisa no Google (a partir de dispositivos móveis). O que significa que, por ordem de relevância, ficarão nos últimos lugares.

Para as pessoas que querem saber se um site é mobile friendly, o Google criou uma página de teste que analisa um URL e indica se a página tem um design compatível com dispositivos móveis.

E você (ou sua empresa) possuem um site com design responsivo?
Se ainda não tem, entre em contato com a Projecttus. Nós ajudaremos a sua página voltar ao topo de pesquisas do Google!

  • Share this post
Previous Post Next Post

Leave a Reply

Your email address will not be published.  Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.