E-Commerce| Quais as melhores áreas para empreender?

0
Matéria pela PEGN.
Cada vez mais vaidosos, os homens estão impulsionando as vendas online de roupas. Segundo um estudo feito pela consultoria IBISWorld, o comércio eletrônico de Roupas masculinas foi o que mais cresceu nos últimos cinco anos nos Estados Unidos.O estudo analisou o crescimento de vários segmentos entre 2010 e 2015 e os e-commerces de roupas masculinas apresentaram avanço de 17,4%, ficando na frente de setores mais consolidados como Eletrônicos e Bebidas. Confira a relação completa do crescimento entre 2010 e 2015:

20150810

Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 17,4%
• Comidas: 16,7%
• Sapatos: 13,6%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 13,4%
• Computadores e tablets: 11,4%
• Cosméticos: 10,9%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 10,8%
• Arte: 10,6%
• Joias: 8,9%
• Peças automotivas: 8,1%
• Produtos para pets: 7,1%
• Flores: 3%
• Cartões e presentes: 1,8%
• Óculos e lentes de contatos: 1,3%
• Câmeras: 0,9%

Em seguida, aparecem sites de Comidas, com aumento esperado de 12,2%, Sapatos (8,3%), Produtos de Saúde e Suplementos (7,2%) e Computadores e Tablets (7,1%). Confira a relação completa da expectativa de crescimento entre 2015 e 2020:

201508100

Pesquisa publicada no IBISWorld. Dados referentes aos varejos online e offline dos Estados Unidos.

• Roupas masculinas: 14,2%
• Comidas: 12,2%
• Sapatos: 8,3%
• Saúde, vitaminas e suplementos: 7,2%
• Computadores e tablets: 7,1%
• Cosméticos: 6,7%
• Cerveja, vinho e outras bebidas: 6,6%
• Arte: 6,2%
• Joias: 6%
• Peças automotivas: 5,9%
• Produtos para pets: 5,1%
• Flores: 3,7%
• Cartões e presentes: 2,4%
• Óculos e lentes de contatos: 1,8%
• Câmeras: 1,6%

Segundo o instituto de pesquisa, o mercado de vendas online cresceu uma taxa de 8,9% ao ano nos últimos cincos, chegando a faturar quase US$ 315 bilhões. O estudo demonstrou também que as vendas pela internet cresceram em ritmo bem mais acelerado do que em lojas físicas. Texto publicado no site da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

E-commerce brasileiro

Apesar das particularidades, o e-commerce brasileiro normalmente acompanha as tendências do mercado norte-americano, um mercado mais amadurecido. Porém, vale o destaque para o fato de que a categoria de Roupas Masculinas não é a líder do nosso mercado.

201508101

Dados divulgados no último relatório E-bit Webshoppers.

A Categoria de Moda & Acessórios realmente lidera em pedidos no mercado brasileiro, porém segundo a E-bit, “Roupas Masculinas” não é a principal dentro desta categoria. Em volume de pedidos no Brasil, os homens representam 51%, porém dentro da Categoria Moda & Acessórios, são 62% de mulheres.

Se você deseja abrir seu e-commerce, nós da Projecttus podemos te ajudar!
Confira nossos planos e entre em contato! 😉

Fonte: Profissional de E-commerce

  • Share this post
Previous Post Next Post

Leave a Reply

Your email address will not be published.  Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.